A atenção com o meio-ambiente tem sido cada vez mais necessária no meio corporativo. É por isso que a Acrilmarco possui uma série de atitudes que promovem a sustentabilidade em seu processo de fabricação.
Primeiramente, a empresa possui licença operacional emitida pela Secretaria Municipal de São Marcos/RS para a produção de chapas de acrílico pelo processo cast, onde trimestralmente, são emitidos relatórios sobre a destinação dos resíduos provenientes do processo.

Matéria-prima:

A matéria-prima utilizada na fabricação do produto final é adquirida de empresas com licenciamento ambiental, e que, portanto, seguem as leis vigentes.

Processo de Fabricação:

Para o processo produtivo das chapas em acrílico é preciso utilizar água. Esta água utilizada nos tanques de cura e no sistema de resfriamento é proveniente de um lago artificial de propriedade da empresa onde dois reservatórios estão disponíveis, em regime de circulação fechado, com reposição apenas das perdas por evaporação. Esse tipo de sistema é muito mais correto e sustentável, já que o aquecimento e resfriamento são fechados.
Toda a água, resultante do vapor de água que condensa dentro da tubulação de vapor, é direcionada por tubulação para dentro do tanque de água que a alimenta a caldeira, pré-aquecendo a água e diminuindo a utilização de lenha.

Reciclagem:

A empresa preocupa-se em seguir as normas ambientas vigentes e minimizar o consumo de água de fontes naturais e energia elétrica. Assim, presta um importante serviço ambiental para a comunidade ao reciclar o acrílico. Afinal, o acrílico ou polimetil metacrilato (PMMA) é um material termoplástico que tem a característica de ser reciclado, recuperando a sua matéria-prima original, não apenas reutilizado como acontece com a maioria dos plásticos.
Todos os resíduos gerados no processo produtivo são reutilizados internamente, vendidos a empresas licenciadas, doados a recicladores licenciados ou é dada a destinação correta em aterros industriais e cooprocessamento. Já, o lixo comum (papel, papelão, vidro, plástico, metal e outros) é separado em lixeiras específicas e doado a recicladores.
Há ainda a preocupação na utilização de materiais que provoquem o mínimo possível de impacto ambiental, e é através da reciclagem do material e transformação deste em novas chapas que a Acrilmarco tem como prevenção evitar o descarte do acrílico na natureza, o que geraria um impacto ambiental.

 

Descarte de Resíduos:

A cadeia polimérica que forma o acrílico pode ser quebrada através de aquecimento para se obter novamente o monômero metil metacrilato (MMA). Depois de um processo de purificação, este monômero é utilizado na fabricação de novas chapas de PMMA. A reciclagem do acrílico evita o descarte em lixões ou na natureza deste material, o que geraria enorme impacto, pois o acrílico não é biodegradável e permaneceria por séculos na natureza.
Os resíduos provenientes do processo de despolimerização do PMMA são destinados para aterros industrias para resíduos classe I e II. Os resíduos provenientes da purificação do MMA são destinados para cooprocessamento em fornos de cimento.